Existem alguns indicadores da economia brasileira que podem influenciar no rendimento da sua aplicação. Os investimentos pós-fixados estão sempre ligados a algum indexador e você só sabe a rentabilidade no dia do resgate, já que isso depende de um indicador externo.

Conheça os indexadores mais comuns nos investimentos:

SELIC
A taxa SELIC (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia) é a taxa de juros que corresponde a operações de curtíssimo prazo (normalmente de apenas um dia) realizadas entre bancos com títulos públicos do Tesouro Nacional como garantia. Se a SELIC aumenta, os juros de toda a economia aumentam e é por isso que ela é conhecida por taxa básica de juros.

CDI
A taxa CDI (Certificado de Depósito Interbancário) segue exatamente a mesma lógica da SELIC, mas com a diferença de o empréstimo ser feito de banco para banco sem a existência de títulos públicos dados como garantia.

IPCA
O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) é considerado o índice oficial da inflação ou deflação no Brasil. Ele é calculado todos os meses pelo IBGE e identifica a variação dos preços no comércio.

IGP-M
O IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) é um indicador medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mensalmente que também registra a inflação de preços no Brasil.

Encontrou sua resposta?