O DI (Depósito Interfinanceiro) é um indicador, uma taxa econômica cujo valor é muito próximo à taxa SELIC (taxa básica de juros). Você já deve ter visto algum investimento que rende X% do CDI, certo?

O CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é definido de acordo com a taxa DI - uma taxa usada para lastrear as operações do mercado interbancário, ou seja, é a taxa utilizada pelos bancos em empréstimos entre si de curtíssimo prazo (normalmente, empréstimos entre o final de um dia e o começo do outro dia -- taxa "overnight").

A taxa DI é influenciada pelas alterações na SELIC, já que são indicadores que caminham lado a lado. Mas, na hora de investir, como saber qual será a rentabilidade daquela aplicação se o DI pode mudar depois de alguns dias, meses ou anos?

Se os cálculos de expectativa de retorno e rentabilidade forem feitos com o DI atual, e não o DI da data de vencimento do investimento, pode haver uma grande diferença entre projeção e realidade. Afinal, se o CDI e SELIC mudam ao longo do tempo, a taxa DI atual não irá acompanhar essas mudanças. É aí que entra o DI futuro.

O DI futuro representa a expectativa do mercado com relação à taxa de juros para os próximos meses e anos, levando em conta os indicadores da economia brasileira e também a opinião de especialistas do mercado. Na prática, o DI futuro é determinado de acordo com negociações de compra e venda, ou seja, investidores podem "comprar" ou "vender" contratos futuros de quanto acreditam que será o DI no futuro. A partir dessas negociações, determina-se a taxa do DI futuro.  

No Yubb, o rendimento dos investimentos indexados ao CDI é mostrada de acordo com o DI futuro, fazendo com que a expectativa de retorno seja mais próxima da realidade. Não é uma garantia, mas uma é a projeção mais exata de acordo com o mercado.

Encontrou sua resposta?